Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vamos falar de... Bla bla bla

Vamos falar de... Bla bla bla

03
Jan20

Vamos falar de...Lago Perdido, Sarah Addison Allen


Bla bla bla

Já li todos os livros desta escritora e felizmente este ficou para último, porque se tivesse sido o primeiro talvez não tivesse lido mais nenhum livro dela.

 

lago.jpg

 

Gosto muito dos livros dela porque têm um toquezinho de magia, focam-se muito na amizade, na família, na esperança e no renascer.

Este é muito sem sal. Estória muito batida, as reviravoltas são mais do que esperadas, final sem surpresa.

 

O cliché de viúva/o, que contra todas todas as expectativas, reencontra o amor sempre me enervou.

Não é que não possa acontecer mas este desenrolar foi demasiado cor de rosa para o meu gosto.

A única personagem de quem gostei e sobre quem queria ter lido mais foi Selma, uma femme fatal, com a benção/maldição de possuir 8 feitiços para roubar maridos a outras mulheres.

 

 

Sinopse

A primeira vez que Eby Pim viu Lago Perdido foi num postal. Apenas uma fotografia antiga e algumas palavras num pequeno quadrado de papel pesado, mas quando o viu soube que estava a olhar para o seu futuro.
Isso foi há metade de uma vida. Agora Lago Perdido está prestes a deslizar para o passado de Eby. O seu marido George faleceu há muito tempo. A maior parte da sua exigente família desapareceu. Tudo o que resta é uma velha estância de cabanas outrora encantadoras à beira do lago a sucumbirem ao calor e à humidade do Sul da Georgia, e um grupo de inadaptados fiéis atraídos para Lago Perdido ano após ano pelos seus próprios sonhos e desejos.
É bastante, mas não o suficiente para impedir Eby de abrir mão de Lago Perdido e vendê-lo a um empreiteiro. Este é por isso o seu último verão no lago… até que uma última oportunidade de reencontrar a família lhe bate à porta.

 

Imagem daqui

 

 

Bla bla bla

14
Out19

Vamos falar de... Feitiço da Lua, Sara Addison Allen


Bla bla bla

 

Já falei de quatro livros desta escritora e tenho gostado tanto dos livros dela que decidi reler o livro pelo qual fiquei a conhecê-la e que li pela primeira vez à mais de dez anos.

 

 

feitiçolua.png

O Feitiço da Lua é mesmo muito bonito e mimoso, cheio de magia. 

Esta escritora é eximia a dar pequenos toquezinhos mágicos a personagens, estórias, lugares... Com este livro ficamos cheias de vontade de ir para a cozinha fazer bolos, damos connosco a sentir um cheiro doce no ar, a ver um vislumbre de luz, a pensar que papel de parede retrataria o nosso estado de espírito naquele momento, a desejar ter conhecido aquele gigante gentil...

 

 

Não quero que me venham acusar de ser anti-feminista ou que estou a fazer discriminação de género mas, esta escritora em particular, será mais do agrado das mulheres... em particular das sonhadoras.

 

 

Sinopse

No seu mais recente romance mágico, Sarah Addison Allen convida-nos a visitar uma pitoresca cidade do sul dos Estados Unidos onde duas mulheres bem diferentes descobrem como encontrar o seu lugar no mundo - por mais deslocadas que se sintam.

Emily Benedict vai para Mullaby, na Carolina do Norte, na esperança de pelo menos resolver alguns dos mistérios que rodeiam a vida da mãe. Porém, assim que Emily entra na casa onde a mãe cresceu e trava conhecimento com mo avô, cuja existência sempre desconhecera, descobre que os mistérios não se resolvem em Mullaby, são um modo de vida: o papel de parede muda de padrão para se adequar ao estado de espírito do ocupante do quarto, luzes inexplicáveis dançam pelo quintal à meia-noite e uma vizinha, Julia Winterson, cozinha esperança sob a forma de bolos, desejando não apenas satisfazer a gulodice da cidade mas também reacender o amor que receia ter perdido para sempre. Mas porque desencorajam todos a relação de Emily com o atraente e misterioso filho da família mais importante de Mullaby? Ela veio para a cidade a fim de obter respostas, mas tudo o que encontra são mais perguntas.
Um bolo de colibri poderá trazer de volta um amor perdido? Haverá mesmo um fantasma a dançar no quintal de Emily? As respostas não são o nunca o que esperamos, mas nesta pequena cidade de adoráveis desadaptados, o inesperado faz parte do dia-a-dia.

 

 

Bla bla bla

 

19
Set19

Vamos falar de...A Árvore dos Segredos, Sarah Addison Allen

#leiturasdeverão


Bla bla bla

Quando gosto de um/a escritor/a tenho o terrível hábito e compulsão para ler tudo o que ele/a escrever.

 

 

Daí ter escolhido A Árvore dos Segredos para uma das minhas leituras de férias/verão.

arvore.png

 

Este livro, não tem tanta "magia" como O Jardim Encantado, como A Magia das Pequenas Coisas nem mesmo como O Quarto Mágico, mas nem por isso é menos interessante.

 

 

Esta estória centra-se sobretudo na amizade.

No quão forte uma amizade pode ser.

No longevidade a que uma amizade pode chegar.

Na transformação de uma amizade em variadas formas ao longo do tempo.

Nas amizades improváveis com que nos deparamos.

No que estamos dispostos a fazer por uma amizade verdadeira.

 

 

É abordada também a transformação pessoal que ocorre da adolescência para idade a adulta e em como por vezes nos transformamos numa pessoa totalmente diferente do que éramos, do que imaginávamos...

 

Adorei a pequena passagem da Claire Waverley e da sua sobrinha Bay (personagens de O Jardim Encantado e de A Magia das Pequenas Coisas) e a referência constante do cheiro a pêssegos!

 

 

 

Sinopse

Sarah Addison Allen dá-nos as boas-vindas a uma nova povoação: Walls of Water, na Carolina do Norte, onde os segredos são mais espessos do que o nevoeiro das famosas quedas-dágua da cidade, e as superstições são, de facto, reais.
Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época áurea de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola a elegante Paxton Osgood - da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa ser deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis.
Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.

 

 

Imagem daqui

 

Bla bla bla

26
Jul19

Vamos falar de...O Quarto Mágico, Sarah Addison Allen


Bla bla bla

 

Mais um livro da Sarah Addison Allen.

quarto magico.png

 

Já só me faltam ler dois e reler um, para ter tudo lido desta escritora.

Isto em português, depois ainda tenho de investigar se ela terá outros títulos que não estejam editados cá.

 

 

Este Quarto Mágico eu vi logo onde ia dar.

Li tantos romances de cordel e policiais com reviravoltas supostamente inesperadas que já conto com isso mesmo, com o improvável.

 

 

Este livro fala-nos de Josey, Della Lee e Chloe e da ligação que nasce entre elas.

Não falta aquele toquezinho mágico a que escritora já nos habituou.

Uma coisa que gostei muito foi o facto de esta estória mostrar que por vezes alguém que consideramos uma "má influência" se pode revelar a melhor influência nas nossas vidas.

 

 

Gostei mais de O Jardim Encantado  mas não quero com isso dizer que não gostei deste. Gostei muito!

 

 

Sinopse

Josey Cirrini tem a certeza de apenas três coisas na vida: O Inverno é a sua estação preferida; está perdidamente apaixonada; e um doce sabe muito melhor quando degustado na privacidade do seu esconderijo secreto. Enfrentando uma vida triste, o seu único consolo é a sua pilha de doces e romances a que se entrega todas as noites… Até que descobre que no roupeiro se esconde nada mais nada menos que Della Lee Baker. Fugindo a uma vida de má sorte, Della Lee decide ajudar Josey a mudar de vida. E, em breve, a jovem renunciará às guloseimas e descobrirá que, mesmo sem elas, a vida pode ser doce.
Influenciada põe Della Lee, Josey trava amizade com Chloe Finley, uma jovem que é perseguida por livros que surgem inexplicavelmente nos mais variados lugares e com uma resposta para quase tudo.
À medida que Josey se atreve a sair da sua casca, descobre um mundo onde a cor vermelha tem um poder surpreendente e o amor pode surgir em qualquer altura. E isso é só o início…
Terna e com um toque de magia, esta é uma história encantadora sobre a amizade e o amor - e sobre as surpreendentes e mágicas possibilidades que cada novo dia nos reserva.

 

 

Imagem daqui

 

 

Bla bla bla

16
Jul19

Vamos falar de...A Magia das Pequenas Coisas, Sarah Addison Allen


Bla bla bla

Lembram-se de O Jardim Encantado do qual falei aqui? A estória continua, dez anos depois, nesta sequela A Magia das Pequenas Coisas.

 

magia.png

 

Desta vez, a personagem principal é agora adolescente Bay, filha de Sidney, embora tanto a Sidney e Claire se mantenham como personagens centrais. 

A Evanelle também continua a oferecer os seus objetos que acabam inevitável e misteriosamente por se tornar úteis em algum momento próximo.

 

Este livro é independente e pode perfeitamente ser lido em separado do outro.

Na verdade, isso foi o que menos gostei. Achei este livro muito repetitivo por estar sempre a relembrar pormenores do livro anterior.

Acho que o anterior também tem mais fluidez.

 

A vida é um circulo, já se sabe, e a estória tende a repetir-se. Mas as pessoas não são as mesmas, antevendo-se, portanto, um desfecho diferente.

 

Gostei também da ideia de uma pessoa conseguir adquirir a magia pelo contacto, pela convivência, pelo coração. Que a magia seja transmitida não apenas pela hereditariedade de um nome e do sangue. 

 

Fiquei com a sensação  que este livro também vai ter continuação e espero mesmo que assim seja, pois esta personagens já ganharam um lugar no pequenino espaço do meu coração que gosta de estórias com finais felizes e sabor de pão de figos e pimenta.

 

 

Sinopse

Por detrás das sebes de um jardim encantado, está aninhada a casa da família Waverley. As mulheres que a habitam são herdeiras de um legado mágico: a macieira, que produz frutos proféticos, e as flores comestíveis, com os seus poderes únicos. Mas algo se passa ultimamente. Uma estranha inquietude parece invadir tudo e todos.

A discreta Claire tem um novo negócio. Inspirada pelo jardim, ela produz doces artesanais em que usa a lavanda para atrair a felicidade, as rosas para reconquistar os amores perdidos, a lúcia-lima para acalmar a garganta e o espírito… E o sucesso destas guloseimas é tanto que ameaça afastar Claire das pessoas e da vida que tanto ama. A rebelde Sydney anseia apenas por um novo começo... e um novo bebé.

Mas as tentativas têm sido vãs. A sua alegria de viver perde um pouco de brilho a cada dia que passa. A "pequena" Bay, agora uma adolescente, acabou de declarar o seu amor pelo rapaz errado. Apenas Evanelle continua a dar às pessoas exatamente aquilo de que precisam…

E quando um misterioso forasteiro chega à cidade e desafia a essência da própria família, cada uma destas mulheres terá de fazer escolhas difíceis e inesperadas.

 

 

 

Imagem daqui

 

 

 

Bla bla bla

28
Jun19

Vamos falar de...O Jardim Encantado, Sarah Addison Allen


Bla bla bla

 

jardimencantado.png

Ainda só havia lido um livro desta escritora à muitos, muitos anos. Sabia portanto que me esperava um livro leve com o seu "Q" de magia. Não me desiludiu.

Na verdade, ando agora numa ânsia para comprar o livro que se segue de continuação desta estória.

 

Não é uma grande obra literária mas é daqueles livros que não nos obrigam a pensar muito, a estar concentrados embora nos envolva. A trama é previsível obviamente mas o realismo mágico é a minha praia e portanto este livro agradou-me muito.

 

Apaixonei-me pelas mulheres da família Waverly e ganhei um carinho especial à Evanelle.

 

Comprei a edição de bolso que custa €7,50 sendo que em promoção e com vales de descontos consegui arrebatá-lo por pouco mais de €5.

 

Alguém por aí que já tenha lido algum livro desta escritora?

 

 

Sinopse

Num jardim escondido por trás de uma tranquila casa na mais pequena das cidades, existe uma macieira e os rumores que circulam dão conta de que dá um tipo muito especial de fruto. Neste encantador romance, Sarah Addison Allen conta a história dessa árvore encantada e das extraordinárias pessoas que dela cuidam...

As mulheres da família Waverley são herdeiras de um legado mágico — o jardim familiar, famoso pela sua macieira, que produz frutos proféticos, e pelas suas flores comestíveis, imbuídas de poderes especiais que afetam quem quer que as coma.

Proprietária de uma empresa de catering, Claire Waverley prepara pratos com as suas plantas místicas — desde as chagas que ajudam a guardar segredos até às bocas-de-lobo destinadas a desencorajar intenções amorosas. Entretanto, a sua idosa prima Evanelle é conhecida por distribuir presentes inesperados cuja utilidade se torna mais tarde misteriosamente clara. São elas os últimos membros da família Waverley — com exceção da rebelde irmã de Claire, Sydney, que fugiu da cidade há muitos anos.

Quando Sydney regressa subitamente a Bascom com uma filha pequena, a tranquila vida de Claire sofre uma reviravolta, bem como a fronteira protetora que erigiu tão cuidadosamente em redor do seu coração. Juntas uma vez mais na casa onde cresceram, Sydney reflete sobre tudo o que deixou para trás ao mesmo tempo que Claire se esforça por sarar as feridas do passado. E em pouco tempo as irmãs apercebem-se de que têm de lidar com o seu legado comum para viverem as alegrias do futuro que se anuncia.

Encantador e pungente, este fascinante romance irá, seguramente, enfeitiçar o leitor.

 

 

imagem daqui

 

 

Bla bla bla